segunda-feira, 18 de novembro de 2013

ZÉ VILHENA ( GLOSA )



MOTE

Foste um homem da poesia
Que agradava a todos nós
Cada palavra tinha magia
Que chegava pela tua voz

GLOSA

Inesquecível o prazer
Que tinha quando te via
Educaste-me a escrever
Foste um homem da poesia

Com um espirito empreendedor
Lutaste da nascente á foz
Das letras foste embaixador
Que agradava a todos nós

Aprendi de forma discreta
Bebendo da tua sabedoria
Em qualquer frase meu poeta
Cada palavra tinha magia

Marcaste-me profundamente
E como o destino é atroz
Levou a poesia prematuramente
Que chegava pela tua voz


JORGE BRITES
Partilhando o meu Sorriso e uma singela
homenagem a um conterrâneo meu que
deixou marcas inapagáveis na minha terra.

Sem comentários: