segunda-feira, 11 de novembro de 2013

GLOSANDO MINHAS QUADRAS - MINHA CANETA




MOTE

Minha caneta desaparecida
Demorou até que chegou
Andou um pouco escondida
Apareceu, logo arrasou

GLOSA

Tal como a inspiração
Andou um pouco fugida
Descobri e vi no chão
Minha caneta desaparecida

Sem escrever assim fiquei
Pois o instrumento faltou
A paciência não abandonei
Demorou até que chegou

Senti-me discriminado
Pela minha caneta querida
Deixou-me sobressaltado
Andou um pouco escondida

Um dia finalmente enfim
Uma notícia me agradou
Tinha a caneta junto a mim
Apareceu, logo arrasou


JORGE BRITES
Partilhando o meu Sorriso

Sem comentários: