terça-feira, 19 de novembro de 2013

APRENDIZ DE POETA ( GLOSA )




MOTE

As quadras vêm e vão
Voando de forma discreta
Deslizam do coração
Deste aprendiz de poeta

GLOSA

Seja sonetos ou versos
Basta haver inspiração
Com assuntos dispersos
As quadras vêm e vão

Exercitando os temas
Na sua prova de atleta
As letras saem dos poemas
Voando de forma discreta

Sai a escrita ingénuamente
Com magia e muita emoção
As palavras instintivamente
Deslizam do coração

Tornou-se um complemento
Não tanto uma real meta
Um caloroso agradecimento
Deste aprendiz de poeta


JORGE BRITES
Partilhando o meu Sorriso

Sem comentários: