quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

MANHÃ / TARDE ( GLOSA )




MOTE

De manhã escrever do mar
De tarde relatando o amor
Ao primeiro vou-me inspirar
Do segundo tenho o sabor

GLOSA

Sufocado pela inspiração
E a poesia poder abraçar
Considero uma benção
"De manhã escrever do mar"

Completamente satisfeito
E injectado de vigor
Eis-me sem preconceito
"De tarde relatando o amor"

Ambos se encontram ligados
Numa sintonia de frisar
Caminhando abraçados
"Ao primeiro vou-me inspirar"

Minha tarefa continuarei
Agarrado á escrita com ardor
Este meu prazer manterei
"Do segundo tenho o sabor"


JORGE BRITES
Partilhando o meu Sabor

Sem comentários: