sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

ALIMENTO-ME DE POESIA ( GLOSA )




MOTE

Um bom prato de poesia
Alimenta-me a alma
É meu feitiço e magia
E torna-me a vida calma

GLOSA

Cada vez mais gostando
Sei que é rico em caloria
Ao almoço vou degustando
"Um bom prato de poesia"

Chega bem como refeição
E ninguém vai levar á palma
Ao me aliviar a tensão
"Alimenta-me a alma"

Deixa-me saciado e feliz
É divinal a mercadoria
Toda construida de raíz
"É meu feitiço e magia"

Fico simplesmente deliciado
Mesmo não havendo vivalma
Fico inteiramente consolado
"E torna-me a vida calma"


JORGE BRITES
Partilhando o meu Sorriso

Sem comentários: