sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

COZINHA DA AVENIDA




Um soneto me lembrei fazer
Para desta forma homenagear
Com felicidade e muito prazer
Da "Cozinha da Avenida" estou a felar


Com dedicação e alegria
Toda a gente é atendida
Ao balcão com harmonia
A clientela é bem recebida


As patroas e as empregadas
Nunca parecem cansadas
Mostram boa disposição


Quando finalmente chega a hora
Vendem para dentro e para fora
Fazendo tudo com muita paixão




JORGE BRITES ( FRUTAS )
Partilhando o meu Sorriso

Sem comentários: