quarta-feira, 7 de setembro de 2011

NÃO MEREÇO




A quem me chama de Poeta
A todos eu aqui agradeço
De uma forma humilde e discreta
Assumo que não o mereço


Não procuro nada de especial
Muito menos vedetismo
Minha escrita é natural
Dou-me mal com o protagonismo


Assim vou seguindo em frente
Por vezes teimosamente
Abraçado á inspiração


Através dela vou brincando
Com todo o gosto vou partilhando
E dou asas á imaginação



JORGE BRITES
Partilhando o meu Sorriso

Sem comentários: