terça-feira, 21 de outubro de 2014

BURRO DO TIO MADRUGO


NOTA INTRODUTÓRIA

Vasculhando os meus arquivos, descobri vários rascunhos de quadras
e textos similares feitos pela minha saudosa Mãe. Estas reportam-se
a 1970 e feitas, para dedicar ao " Tio Madrugo ", personagem ímpar
naqueles anos, na vila de Sines.
De salientar, que transcrevi, palavra a palavra, tudo o que ela escreveu,
referindo que locais e pessoas que surgem no texto, na maioria dos
casos, já não existem ou estão presentes entre nós.

O burro do Tio Madrugo
É um burro inteligente
Conhece tão bem as tabernas
Muito melhor que certa gente

Se forem á dos " Almarjões "
Lá veêm o burro especado
Está á espera do dono
Que sai de lá bem tratado

Com uma grande bebedeira
Corre a vila com o burrinho
Vai direito ao do " Mário Coxo "
Para beber mais um copinho

Vai para a " Ribeira de Cima "
Vai pela rua a preceito
Á do "Maurício" vais mais um copo
Para ficar mais satisfeito

O burro é inteligente
Animal que é um encanto
Traz o dono pela frente
Direito á do " José dos Santos "

A mulher coitada, rala-se
Parece já uma velhinha
Mas ele nada se importa
E vai lá mais uma pinguinha

Ele não escolhe a cor
Tanto bebe branco como tinto
Quem lhe fez estes versos
Foi a " Bia do Tio Jacinto "


JORGE BRITES
( FRUTAS )
Partilhando esta singela
homenagem á minha saudosa Mãe

Sem comentários: