segunda-feira, 17 de outubro de 2011

FUMAR

Gosta de fumar ? Pois fume...
É sua a linda boquita...
Mas abandone o costume,
Essa candeia infinita,
De cigarro após cigarro,
Arrisca-se a ter catarro,
E sabe-se lá que mais.
Dê ouvidos á ciência.
Não faltam os hospitais
Os males da imprudência
Que, por vezes, são fatais !


Gosta de fumar ? Não fume...
Também tive esse costume,
Quando tinha menos idade,
Mas brece vi que a vaidade
De cigarrinho na boca,
Era coisa tonta, louca
Fumo de fumo que ilude
E que só serve, afinal,
Este duplo e triste mal :
Queimar dinheiro e saúde !


Em doce ambiente, acalma
Dores que afrontam a alma ?
Ajuda as concentrações
Nas diligências mentais ?
Deixe-os falar. Ilusões
Que aumentam os capitais
De uns finissimos ratões
Que, em revistas, em jornais,
Em radios e televisões
Proclamam as " excelências "
Do tabaco...que " referências " !


E você e outros mais,
Por muito que se resumam,
Vão-se deixando " enrolar ",
Amortalhar e queimar,
Como os cigarros que fumam !


Autoria : João Azevedo do Carmo
Extraido da colectânea de Poetas do Barreiro



JORGE BRITES
Partilhando o meu Sorriso

Sem comentários: