quarta-feira, 3 de agosto de 2011

JOGADOR DE FUTEBOL



Era muita a tentação
O campo em frente da escola
A mala ía para o chão
Íamos todos em moitão
E vá tudo a jogar á bola


Sem ordem para ficar
Era tanta a persistência
Todos os dias da minha Mãe levar
Nalgadas até chorar
Até que acabou a resistência


A paciência acabou
Mas o gosto era tanto
Para o meu pai, o assunto ficou
Que outra coisa não lhe restou
Que ir admitindo entretanto


Os anos foram correndo
E o sonho a germinar
Algum jeito ía tendo
A todos ís dizendo
Que no Vasco ía jogar


E o dia enfim chegou
De no Vasco da Gama jogar
O meu Pai até gostou
Á minha Mãe também agradou
E eu feliz pelo sonho concretizar


O orgulho foi tão imenso
Em defender a camisola
O prazer foi muito intenso
Que ainda hoje penso
Como gozei a jogar á bola


Tornou-se uma real paixão
No clube da terra jogar
Até me tornei capitão
Acabando como campeão
Num dia para recordar



JORGE BRITES
Partilhando o meu Sorriso

Sem comentários: